Projetos de Decoração para quarto infantil

Projetos de Decoração para quarto infantil

Dicas para decorar o quarto das crianças

Decorar quartos infantis pode parecer uma tarefa fácil, mas se faz necessário um bom planejamento para segurar as crianças neste ambiente.

Abaixo Roberta Cavina da a sua opinião profissional em relação aos erros mais frequentes que devem são avaliados durante o projeto de planejamento de decoração do quarto infantil.

 

Falta de espaço para a circulação das crianças.

O quarto de dormir das crianças é um espaço em que elas vão passar a maior parte do tempo. Crianças precisam de espaço para brincar e espalhar seus brinquedos, por isso, é imprescindível arquitetar mais espaço no que se refere à circulação do quarto. “É indispensável reservar um espaço para as crianças circularem dentro do quarto de dormir delas. Desta forma, elas se sentem com maior liberdade para usar a imaginação com os brinquedos.”, afirma Roberta. Em cômodos pequenos, nem sempre é possível disponibilizar espaços grandes para a circulação, portanto, pode se investir em camas menores e armários pequenos.

 

Cuidado com os obstáculos e quinas dos móveis.

Por possuir muita energia acumulada, as crianças tem o costume de correr pela casa, ou se levantar sem o cuidado de observar os obstáculos ou quina dos móveis. Por este motivo, se faz necessário um projeto de móveis ideais para quartos infantis com foco em diminuir os riscos de algum incidente durante as brincadeiras ou corre-corre das crianças. “Comprar móveis arredondados e sem quinas é uma solução para evitar que os pequenos se machuquem”, sugere a Roberta.

 

Escolha cores mais leves.

É muito comum vermos quartos infantis extremamente coloridos e com cores fortes não só na mobília como também das paredes. Acontece que tons fortes, escuros, ou coloridos demais podem cansar a vista das crianças. Além disso, durante a passagem da fase infantil para adolescência as cores em excesso podem fugir um pouco do gosto e personalidade desta pessoinha. Cores em excesso podem inclusive dar uma sensação de que o cômodo é menor do que ele realmente é. “Quartos muito coloridos costumam não ser bons para se iluminar, já que este pode ser também um ambiente onde a criança vai produzir os seus deveres escolares e precisará de um local claro para isso.”, justifica a decoradora de interiores. Roberta Cavina sugere tons mais leves para as paredes, como o branco ou bege e um capricho maior na variação das cores dos móveis e quadros do quarto.